Artículo

Tipos de segurança informática: o que são e como são importantes?

Antes de descrever os diferentes tipos de segurança informática, é essencial definir qual o conceito de segurança.

Este conceito refere-se às áreas de desenvolvimento e investigação das infraestruturas da informática, torna-las seguras para armazenar informações em computadores e durante a sua transmissão em redes.

Tipos de segurança informática

Como resultado da imensidão de riscos inerentes às conexões com a Internet, a segurança tornou-se um conceito que não implica somente a qualidade dos sistemas e serviços, mas também o prestígio das empresas que os fornecem.

O objetivo é evitar que as comunicações estejam desprotegidas antes de possíveis perdas ou interceptação de dados.

A segurança informática está sempre em desenvolvimento, bem como as ameaças ao sistema

Actualmente, quase todas as organizações dependem, em maior ou menor grau, dos sistemas informáticos. É por isso que o desenvolvimento da segurança está em constante evolução. Os diferentes tipos de segurança informática são:

Segurança de hardware

Esse tipo de segurança tem a ver com os dispositivos usados ​​para scanear um sistema ou para controlar o tráfego de uma rede. Exemplos destes são as firewalls ou os anti-virus de hardware e servidores proxy.

Mas também se podem encontrar módulos de segurança para hardware. Que servem para o fornecimento de chaves criptografadas e destinadas a funções de nível crítico como a codificação, a descodificação e a autenticação para diversos tipos de sistemas.

De todos os tipos de segurança informática, os sistemas de segurança desse tipo fornecem os mais altos e robustos níveis de protecção. Além disso, eles também podem servir como uma camada adicional de segurança para sistemas de grande valor a nível de conteúdo.

O objetivo é evitar que as comunicações estejam desprotegidas contra possíveis perdas ou interceptação de dados

A segurança do hardware, no entanto, também se refere a aplicativos com os quais computadores e dispositivos podem ser protegidos contra qualquer tipo de dano.

Se for necessário avaliar a segurança do hardware de uma equipa, é essencial saber as vulnerabilidades que surgem com a sua fabricação e avaliar outras possíveis fontes de risco. Por exemplo, as características do código que são executadas nos programas no hardware e para os dispositivos de entrada e saída das informações que se conectam à rede.

segurança informatica código

A segurança do software

Esse tipo de segurança é usado para proteger programas e aplicativos contra ataques informáticos e outros tipos de riscos, para que qualquer tipo de software continue a funcionar de maneira correta e eficiente, mesmo com a existência dos referidos riscos.

É necessário garantir a integridade dos dados, autenticação deles e a sua constante disponibilidade. É um campo de segurança do computador que é considerado novo. Os primeiros documentos e discussão sobre o tema, surgiram apenas a partir do ano de 2001.

Ou seja, informáticos e programadores trabalham em métodos de desenvolvimento de software de segurança à relativamente pouco tempo.

Problemas de software envolvem várias ramificações no estudo da segurança. Tais como erros de implementação, esgotamento do buffer (espaço de memória física utilizada para armazenar temporariamente os dados enquanto são transferidos de um lugar para outro), falhas de design ou fraca resposta a possíveis erros, entre outros problemas.

Actualmente e em demasia, os hackers tentam entrar em sistemas informáticos, utilizando precisamente as vulnerabilidades descritas no software

Apesar de tudo, os hackers tentam entrar nos sistemas informáticos, utilizando precisamente as vulnerabilidades descritas no software. Portanto, qualquer aplicativo que tenha uma saída de conexão à Internet apresenta riscos adicionais, o que implica a adoção de níveis de segurança mais altos.

Lacunas na segurança de software são mais comuns nesses casos, e o problema não pára de crescer com o aumento de usuários e hackers.

A segurança do software procura aproveitar o desenvolvimento na área de engenharia e a implementação de medidas de proteção desde o início de qualquer programa ou aplicativo.

Segurança de rede

Esta área de segurança informática refere-se a qualquer atividade cujo objetivo seja a proteção de uma rede. Com isso, busca promover a facilidade de uso, aumentar a confiabilidade, preservar a integridade e manter a segurança na transmissão de todos os dados.

Um modelo de segurança de rede eficaz é direcionado contra uma série de ameaças e contra os métodos pelos quais os dispositivos conectados são introduzidos ou disseminados.

Tipos de ameaças

Existem muitos tipos de ameaças às redes, e a maioria delas está espalhada pela Internet. Entre os mais comuns são:

  • Vírus, worms e cavalos de Tróia.
  • Hackers.
  • Spyware e software de propaganda invasiva.
  • Ataques de dia zero ou ataques de hora zero (ataques a falhas do sistema, que ainda são desconhecidas do usuário).
  • Roubo de dados ou interceptação dos mesmos em comunicações.
  • Ataques ao sistema informático.
  • Roubo de dados pessoais e identidade.

Não existem soluções exclusivas para os vários tipos de ameaças, portanto, são necessários vários níveis de segurança ao lidar com redes. Dessa forma, se um dos níveis de segurança for ultrapassado, outros podem interromper a ameaça.

Para isso, recomenda-se que o software seja mantido constantemente atualizado, para garantir que esteja protegido contra qualquer ameaça ao sistema informático.

Geralmente, mecanismos de segurança de redes consistem em muitos componentes, e o cenário ideal é aquele em que todos trabalham sinergicamente para minimizar a manutenção e manter elevados níveis de protecção.

Componentes de segurança do computador

Correspondem aos seguintes tipos:

  1. Programas antivírus e antispyware.
  2. Firewalls ou anti-virus, que bloqueiam o acesso não autorizado a uma rede.
  3. Modelos ou prevenção de intrusão no IP, identificando ameaças que se possam espalhar rapidamente, tais como ataques de dia zero ou zero hora.
  4. Projeto de redes privadas virtuais ou VPN, que fornecem um sistema de acesso remoto e seguro para sistemas locais.

Os tipos de segurança informática vão sempre estar em evolução. A inovação em tecnologia de equipamentos e a sua conexão com a Internet são constantes, bem como as ameaças que aumentam de dia para dia.

Você pode estar interessado
Comentários

Adicione seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Gracias por tu participación
Comparte el manifiesto y contribuye a impulsar la innovación entre empresas, organizaciones y directivos.
Agora você está vendo o conteúdo de APD zona centro.
Se desejar, pode aceder ao conteúdo adaptado à sua área geográfica