Artículo

Micromanegement: Em que consiste e como geri-lo

Micromanegement refere-se à gestão que se centra excessivamente nos detalhes. Obviamente, o rigor tem um efeito favorável sobre os resultados alcançados por qualquer equipa. No entanto, estar sempre atento aos detalhes pode prejudicar o ambiente de trabalho e a produtividade da equipa.

Como é um micromanager?

O micromanager é aquele que conhece os seus funcionários e como eles funcionam. Não hesita em fazer observações em cada passo do trabalhador e, embora, geralmente o faça com boas intençõeses, pode ficar irritado.

Este perfil geralmente manifesta-se em pessoas dominantes d ou que têm dificuldade em delegar. Consequentemente, estas pessoas gostam que tudo seja feito como à sua maneira e não confiam no trabalho dos seus subordinados.

Por exemplo, ao limitar o modo de trabalho, as melhorias que um trabalhador com maior experiência poderia implementar no seu campo são perdidas. Também desmotiva a inovação e as ações cruzadas. E na maioria dos casos impedem que as tarefas sejam otimizadas com base na liberdade executiva de uma equipa multidisciplinar.

Se o micromanager for rigoroso na sua gestão, é muito provável que acabe por gerar inseguranças e medos nos seus subordinados e que venha a complicar a dificultar sua capacidade de trabalhar

Por outro lado, impõe um fator de stress aos trabalhadores, que os pode desmotivar e deixarem de aplicar a sua criatividade. Se, além disso, o micromanager é rigoroso na sua gestão, é muito provável que acabe por  gerar  inseguranças nos seus subordinados e complique a sua capacidade de trabalho, sem mencionar que este perfil é ineficiente para a sua própria produtividade. Afinal, se o micromanager investir o seu tempo a rever cada detalhe de seu escritório, não terá tempo para fazer o seu próprio trabalho.

5 Recomendações para lidar com um micromanager

Para  os trabalhadores permanecerem motivados e produtivos, não podem estar sempre sob influência das práticas do micromaneger. Mas, obviamente, é o chefe, portanto, não podem demiti-lo ou desobedecer às suas ordens. Portanto, é melhor seguir certas práticas, como as descritas abaixo, para evitar o desgaste e manter a produtividade.

1. Antecipe as tarefas

Antecipe as tarefas que o micromaneger lhe possa vir a solicitar. É a melhor maneira de evitar situações de controlo. Ao tomar a iniciativa, o funcionário impedirá que o seu chefe controlador imponha canais de ação rígidos e mal otimizados.

Nos casos em que o gestor note os seus erros, não será tão obsessivo em sua supervisão, a antecipação pode gerar um bom relacionamento entre o empregado e o chefe. Portanto, esta é uma maneira ideal para o micromanager parar de controlar o funcionário

2. Explique o status das tarefas pro-ativamente

O micromanager precisa ter sempre a situação sob controlo. Portanto, uma maneira de evitar supervisão excessiva é antecipar a sua necessidade por informações. Se o funcionário explicar o status das tarefas de maneira pro-ativa, satisfará as necessidades do seu superior, impedindo-o de conduzir um interrogatório ou mergulhar nos relatórios. A pro-atividade requer antecipação e clareza. Ou seja, você precisa oferecer essas informações antes de serem solicitadas. Além disso, é necessário explicar o porque das tarefas estarem no estado atual e o que será feito para as melhorar.

Como evitar o micromanagement

3. Explique como as suas decisões afetam a produtividade

Muitas vezes o chefe controlador não sabe que está a prejudicar a equipa. Mesmo nos casos em que é confrontado, acaba por se desentender com argumentos como “Eu gosto de um resultado perfeito” ou “Eu não quero ignorar nenhum detalhe”.

A melhor opção para o empregado é explicar, de forma assertiva, como as decisões de seu superior afetam a sua produtividade

Perante tais justificativas virtuosas, a melhor opção do empregado é explicar, de forma assertiva, como as decisões do seu superior afetam a sua produtividade. Não é necessário ser útil, mas expor de maneira não ofensiva que sua intervenção é prejudicial em certas ocasiões. Com isso, o micromanager poderia perceber a situação e reduzir seu nível de pressão.

4. Oferecer diferentes alternativas

Apresentar  alternativas é uma maneira de antecipar as solicitações do superior sem prejudicar a iniciativa em si. Outras formas de gerir a equipa também podem ser apresentadas. Você tem que ser assertivo para que o gestor não pense que lhe está a dizer como deve trabalhar.

5. Sempre pergunte se há dúvidas

Apresentar uma dúvida ao chefe, sempre que esta surja, é essencial para o bom funcionamento da equipa. No entanto, é ainda mais importante no caso de micromanegement. No final, a minúcia irá leva-lo a exigir resultados muito específicos. É por isso que vale a pena fazer uma consulta prévia para apresentar o resultado desejado antes de ter que corrigir o trabalho.

Em suma, existem métodos para evitar o micromanegement, que passam pela pro-atividade e pela assertividade. De qualquer forma, esta forma de gestão tem efeitos perniciosos para a empresa, por isso devemos tentar corrigi-la a partir do momento em que é identificada.

Você pode estar interessado
Comentários

Adicione seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Agora você está vendo o conteúdo de APD zona centro.
Se desejar, pode aceder ao conteúdo adaptado à sua área geográfica